21/09/2019

Conservação de alimentos

Como podemos conservar e aproveitar os alimentos, de modo a evitar o desperdício alimentar (que é um dos principais problemas que enfrentamos ao nível da sustentabilidade do planeta).

Quando falamos de desperdício alimentar (que, por aqui, sabemos que é um dos grandes problemas que enfrentamos aos dias de hoje, no que diz respeito à sustentabilidade ambiental, social e económica do planeta – se não sabemos, toca a ler ESTE post e ESTE post), falamos de um conjunto de passos que são dados desde a produção até ao desperdício em si mesmo. Enquanto consumidores, há um conjunto de coisas que podemos fazer para o evitar, tais como:

  • Consumo local e sazonal
  • Comprar fruta feia (e legumes feios!)
  • Planear as refeições
  • Conservar bem os alimentos – no frigorífico, na despensa e no congelador
  • Voltar a cozinhar restos!
  • Aproveitar todas as partes dos alimentos (polpas, caldos, cascas…)
  • Valorizar restos de alimentos, compostando-os, de modo a que possam tornar-se fertilizante.

Como saberão se seguirem o meu instagram (deviam, claro!), estou a fazer parte de um movimento chamado “2 Meses sem Desperdício“, com 9 outras mulheres. A ideia do movimento é promover o mínimo desperdício possível ao longo de Setembro e Outubro, partilhando dicas sobre vários temas (a Rute Caldeira começou com o Fast Fashion, a Filipa Malo continuou com o tema do Plástico e agora chegou a minha vez, dando dicas sobre a conservação dos alimentos, de modo a minimizar o desperdício alimentar!

Assim, perguntei-vos no Instagram quais as dúvidas que tinham relativamente a este tema. Foram muitas e todas super interessantes. Consegui agrupá-las em 5 Temas principais, que vamos explorar abaixo. Vamos a isso??

Onde conservar os alimentos

A pergunta era muito direccionada para congelação, mas algumas pessoas pediram dicas sobre alternativas às películas aderentes e utensílios descartáveis de conservação (como os sacos de congelação). Tinha já um post sobre isto, que deixo AQUI. É uma lista bastante completa, onde poderão certamente encontrar aquilo que faça mais sentido para vocês. Houve, dentro deste tema, uma pergunta recorrente: como congelar hamburgers/carne sem usar película para os separar. Eu uso um método muito simples quando congelo hamburguers (vegetarianos, no nosso caso): paninhos! Tenho restos de t-shirts, lençóis e afins que não dão para panos de limpeza. Guardo na mesma e separo assim os hamburgers que fazemos cá em casa, para quando “não apetece cozinhar” termos opção.

Como conservar os alimentos

Esta resposta é mais complexa, já que a conservação depende do alimento em si. Deixo-vos uma tabela com algumas das frutas e legumes que mais usamos ou que têm métodos de conservação mais “especiais” (atenção, que vamos falar apenas de conservação para consumo imediato (até 2 semanas). A parte da congelação falamos já a seguir 🙂

O que podemos “aproveitar dos alimentos”

Muitas vezes queremos fazer um prato e sentimos que mandamos mais coisas “fora” do que o que aproveitamos para efetivamente comer. Been there. Acontece aos melhores. Mas, por vezes, basta pensar ligeiramente “fora da caixa” e tentar ver o potencial que os restos/lixo que geramos pode ter. Deixo algumas sugestões, de coisas que cá por casa eram “lixo” e que passaram a ser aproveitadas!

Dicas de congelação

A congelação é todo um filme para quem não está habituado. Cá em casa não congelamos muita coisa, porque tentamos fazer as compras de modo a acertar com os pratos que queremos cozinhar, sem sobrar nada. Ainda assim, há coisas que dá sempre jeito ter congelado para uma eventualidade (nem que seja cebola picada para os dias em que até fazer um refogado parece um drama) e há outras que, simplesmente, não conseguimos consumir a tempo.

“Ressuscitar” alimentos

Quando tudo parece perdido, nem sempre tudo está perdido! Por vezes, olhamos para os alimentos e pensamos “lixo”, quando podem, com algum carinho e perícia, ser recuperados. Porque um alimento com manchas ou mais murchinho, não é sinónimo de estragado! Vejam alguns truques para aproveitar alimentos que estejam com “pior cara” e para ajudar fazer com que outros alimentos voltem à sua (boa) forma original!

Por fim, quero deixar duas contas de Instagram onde poderão encontrar inspiração DIÁRIA relativamente ao planeamento de refeições e conservação de alimentos. São as minhas maiores inspirações neste sentido: a Vânia Ribeiro do Made By Choices (super aconselho o livro dela, “O menu da semana”) e a Joana Costa Roque.


Os #2MSEMDESPERDICIO continuam a partir de amanhã com a Joana Limão, que nos irá falar de “Ideias práticas para uma cozinha saudável e amiga do ambiente”. A Joana é assim mega guru da cozinha. Se já vale a pena acompanhar o trabalho dela diariamente, então estas dicas vão ser ainda mais imperdíveis. Sigam tudo através do Instagram!

0 comentários em "Conservação de alimentos"

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *